Sustentare e UCB iniciam curso de alfabetização para 68 garis

postado em: Brasília, Política | 0

Varredores e coletores passarão nove meses em sala de aula e depois serão encaminhados à rede pública

 

Pelo quarto ano consecutivo, a Sustentare Saneamento iniciou curso de alfabetização com metodologia e orientação da Universidade Católica de Brasília (UCB). São quatro turmas com 68 varredores e coletores. Nos três anos anteriores, mais de 120 garis foram alfabetizados. O Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU-DF) viabilizou que os alunos estudassem durante o horário de trabalho, contribuindo para a redução a evasão escolar.

A varredora Joana Carmelita Nogueira, 56 anos, solteira e mãe de três filhos, está muito animada com o curso. “Eu nunca estudei porque não quis. Minha mãe me matriculava no colégio e eu fugia. Somente anos depois fui perceber o tanto que minha atitude me prejudicou e o tanto de oportunidades que eu perdi por não saber ler e escrever. Eu preciso de ajuda para fazer tudo, desde tirar dinheiro num caixa eletrônico como para usar o telefone. Mas agora estou aqui para mudar esta triste realidade”, afirma a gari.

Já a varredora Jane Marinho Soares, 37 anos, solteira e mãe de quatro filhos, decidiu repetir o curso para se preparar melhor para a prova do EJA (Educação de Jovens e Adultos) e iniciar o ensino primário. “Hoje eu já sei ler e escrever, mas como tenho ceratocone enxergo mal, o que dificulta meu aprendizado. Mas sei que após esta turma estarei preparada para ingressar no primeiro grau”, explica Jane, afirmando que sua vida já mudou para melhor e que hoje ela possui mais autonomia.

Levantamento do Departamento de Recursos Humanos da Sustentare de Brasília aponta que dos 2.700 garis da empresa, cerca de 60% são analfabetos ou não concluíram o ensino primário. “Além de proporcionar uma vida mais digna, a alfabetização é muito importante para aumentar o engajamento dos funcionários, as chances de promoção e diminuir os riscos de acidentes”, afirma Adilson Martins, presidente da Sustentare Saneamento.

Três turmas acontecem na DLSul (16 alunos cada) e uma na DL de Sobradinho (20 alunos). A empresa montou toda a estrutura das salas de aula com recursos próprios. Além disso, o material escolar e o salário dos professores também são custeados pela Sustentare, como uma das ações de responsabilidade social desenvolvidas pela empresa de saneamento.

A metodologia do curso foi desenvolvida pela UCB, por meio do projeto filantrópico “Alfabetização Cidadã”, que atende jovens e adultos não alfabetizados. Os professores Luiz Filipe Arruda, Williani Carvalho, Amanda Teles e Sheiza Braga são funcionários da Sustentare e fizeram o curso de capacitação de educador promovido pela universidade.

“Todas as quintas-feiras temos reuniões pedagógicas com a coordenação da UCB onde falamos sobre a evolução e as dificuldades encontradas. A partir daí nasce o planejamento das aulas seguintes, que são lúdicas e envolvem a realidade vivida por eles”, comenta Williani Carvalho, que além de professora também é Coordenadora de Projetos e Desenvolvimento Humano da Sustentare.

Segundo ela, graças ao projeto já ouve melhora nos treinamentos. “Hoje os garis que passaram pela alfabetização já preenchem o questionário dos treinamentos sozinhos e compreendem melhor as informações”, conclui Williani Carvalho.

O curso de alfabetização terá duração de nove meses. As aulas ocorrem duas vezes por semana com duração de 1h20 cada. Após a conclusão, os alunos participarão de formatura promovida pela UCB, com o apoio da Sustentare, e serão encaminhados à rede pública de ensino.

Mais informações:

Camila Cortez
Suprema Comunicação Integrada
(61) 98133-2020/ 4141-7045