Bazar e brechó com artigos da Índia propõe renovação espiritual

postado em: Notícias | 0
Bazar e brechó com artigos da Índia propõe renovação espiritual

Além de roupas e acessórios da cultura hindu, evento realizado pela juíza que criou o primeiro projeto para a implementação de infraestrutura para o acompanhamento das Penas Alternativas no Brasil conta com dicas de meditação baseadas nos treinamentos do Resort Internacional de Meditação do Osho (localizado em Puna, na Índia)
 

 Por Clarice Gulyas

 
A inspiração para elaborar a primeira infraestrutura para o acompanhamento das penas alternativas, em especial a prestação de serviços à comunidade, para crimes de menor gravidade, em 1987, contou com forte influência do Oriente para a juíza gaúcha Vera Regina Muller. No próximo sábado e domingo (dias 27 e 28 de outubro), das 10h às 19h, a magistrada irá realizar um bazar no Setor de Mansões do Lago Norte, com artigos trazidos de suas visitas frequentes à Índia, país que mudou sua filosofia de vida e ajudou a propor uma cultura de paz nos ordenamentos jurídicos brasileiros. Roupas seminovas com tamanhos especiais e objetos de decoração também fazem parte do evento, além de muita música e um bate papo descontraído com Vera Muller sobre técnicas de meditação e relaxamento. A entrada é franca, com classificação livre.

Entre saias, batas, bijuterias e saris, roupas marcantes da trajetória da juíza aposentada, ao longo de mais de 20 anos no Judiciário, também fazem parte de um brechó que inclui trajes informais e de cores variadas.  “Desde que conheci o trabalho do Osho (o guru indiano), em 1971, quando as traduções de seus livros chegaram ao Brasil, comecei a interessar-me por meditação, usando-a no dia a dia estressante e também em situações transformadoras,” comenta Vera, que vive desde 2000 em Brasília e atualmente trabalha como professora, advogada e consultora de Projetos para Alternativas Penais e Resolução Pacífica de Conflitos, além de Mediação de Conflitos.
 
 
As roupas e suas histórias

De acordo com Vera, parte das histórias das roupas disponíveis no brechó será contada por ela durante o evento que promete ser ainda uma alternativa de descontração para o final de semana. Sapatos, bolsas, bijuterias, chapéus, saias, vestidos e blusas são outros itens que poderão ser encontrados na ocasião, incluindo objetos de decoração e de coleção, como pratos chineses e vasos de porcelana.

“Tenho desde blusas ‘sérias’ até as mais extravagantes. Sempre gostei de roupas com cores intensas ou tranqüilas, dependendo da oportunidade, com a textura brasileira de vibração natural e colorida. Precisei aprender a harmonizar a manifestação deste ‘personagem’ (juíza) e a conviver com ele, no momento certo, num meio contido, mantendo minha integridade. Equilíbrio difícil”, conta.
 
 
Celebrando a vida
 
Para Vera Muller, ou Prem Rashnu (que significa senhora do amor verdadeiro), além de economizar no bolso, o encontro significará uma oportunidade de transformação também com a possibilidade de troca de experiências e boas energias.   “No momento desejo transformar o tempo vivido, com a reinvenção de mim mesma, colocando em circulação os terninhos executivos, calças compridas, vestidos de seda, e blusinhas que ainda faziam parte de minha história. Lembro de um terninho cereja que usei no dia da criação da Central Nacional de Acompanhamento das Penas e Medidas Alternativas (Cenapa), no Ministério da Justiça, onde, depois de aposentada, exerci a função de gerente de projetos.”, afirma Vera

Também merece destaque a roupa que vestiu quando conheceu pessoalmente o Dalai Lama, em 2009, na Índia, após um Congresso Internacional do Consumidor, onde apresentou um Projeto Brasileiro, de colegas gaúchas sobre o Superendividamento dos Consumidores.  Espaço para o novo é o que interessa, afirma Vera.
 
Serviço:
Bazar e brechó com ítens da Índia, artigos de decoração e antiguidades

Data: 27 e 28 de outubro (sábado e domingo)
Hora: das 10h às 19h
Local: Setor de Mansões do Lago Norte, MI 13. Condomínio Porto Seguro, Rua 3, Lote 8, Casa 2. (próximo à barragem do Paranoá)
Ingresso: entrada franca
Atrações: brechó com roupas semi-novas, objetos de decoração e itens indianos exclusivos; dicas de meditação e bate papo com a juíza Vera Muller.
Mais informações: (61) 9126-1113, 061/33694895 / 9184-8020

Assessoria de imprensa
Clarice Gulyas
(61) 8177 3832 / 8428 0719gulyascomunicacao@gmail.com e claricegulyas@gmail.com

Feed