Funcionários do Banco do Brasil fazem manifestação contra assédio moral em Brasília

postado em: Notícias | 0

Funcionários do Banco do Brasil fazem manifestação contra assédio moral em Brasília

Cerca de 500 pessoas participaram de manifestação em frente à estatal nesta terça (06/11), na Asa Norte. “Nunca vimos isso, nem na ditadura”, diz delegado sindical da Tecnologia do Bando do Brasil

Por Clarice Gulyas

Como forma de punição aos grevistas e funcionários que ingressaram na Justiça contra a estatal, trabalhadores afirmam ser vítimas de assédio moral no Banco do Brasil. Cerca de 500 pessoas, entre trabalhadores e sindicalistas, tomaram a rua em frente à uma unidade do banco na tarde dessa terça (06/11), na quadra 716 norte, em Brasília. Trabalhadores denunciaram os casos de descomissão, redução de posto e pressões psicológicas ao Ministério Público do Trabalho e Ministério do Trabalho e Emprego.

“A pessoa chega aqui para trabalhar, a chefia as leva para uma sala e reduz o posto dos funcionários. O funcionário sai chorando, sem entender. Aqui está uma ditadura e um terrorismo tremendo com eles dizendo que cada dia vai ser um”, denuncia uma funcionária da área de Tecnologia que não quer ser identificada.

De acordo com a advogada trabalhista Rita de Cássia Vivas, que possui experiência no ajuizamento de ações em representação de funcionário do Banco do Brasil, a prática de retaliação aos grevistas é comum no assédio moral.

“Na hipótese da 7ª e 8ª horas reclamadas pelos empregados, de igual modo o Banco pratica grave assédio moral aos trabalhadores aos descomissioná-los como represália pelo ajuizamento de ações na Justiça do Trabalho que visa nada mais nada menos do que o cumprimento da lei vigente. Com efeito, a atitude do banco importa, ainda, em atentado a princípio constitucionalmente consagrado, qual seja a de apreciação pelo Poder Judiciário de lesão ou ameaça de direito. A atitude do Banco, em última análise, constitui crime contra a organização do trabalho”, explica.


Termo de denuncia 996
protocolo: 8140.007405


Assessoria de imprensa – Advogada Rita de Cássia Vivas
Clarice Gulyas  (61) 8177 3832 / 8428 0719

Feed